O Engano de Ícaro: não acredite na história que te contaram

wsm

Traduzido por: Carmem Luísa

Você acha que conhece a história de Ícaro? Sim, eu pensei que conhecia também, até que eu li o fantástico e mais recente livro de Seth Godin, “O Engano de Ícaro”. Eu descobri só recentemente a sabedoria de Seth e eu adoro o fato de que este autor não seja realmente categorizado. Em uma entrevista atual, ele até disse que Barnes & Noble não sabem o que fazer com seus livros, porque eles não se encaixam em uma agradável, limpa caixa.

Ele é em parte empresário, parte palestrante motivacional, parte artista, parte guru de auto-ajuda. Ele é uma das razões por eu estar escrevendo este blog. Em “Lynchpin” ele falou muito sobre “expedições” (não, não esse tipo de expedição) – expedindo sua arte para o mundo ao seu público, e uma vez que você estiver pronto, trabalhar na próxima coisa para expedição.

A maioria dos telespectadores e fãs de Legend of Korra provavelmente concordará que o desenho não é oferecido para eles rápido o suficiente. Produzir um desenho animado requere de 10 a 12 meses por episódio, e por isso é tão difícil conseguir nosso desenho tão rapidamente quanto as pessoas gostariam. Na animação, nós planejamos atingir um objetivo em longo prazo. Requer muita paciência e perseverança. Mas no fim, um desenho animado ou filme pode se tornar mágico, de uma forma que nenhuma outra mídia consegue.

Então eu queria uma saída onde eu poderia expedir minha arte com mais rapidez e regularidade. Outra parte do conselho de Seth: escreva algo todos os dias. Mostre-o ao seu público. E faça tudo isso novamente no dia seguinte. Ao fazer isso, sua escrita e sua clareza de idéias melhorarão. Que é o que eu estou buscando com este blog.

No intuito de escapar do labirinto, Dédalo criou algumas encantadoras asas de cera para seu filho. Mas ele advertiu seu filho para não voar muito perto do sol, porque elas iriam derreter. Ícaro, pretensioso, ignorou o aviso de seu pai. Ele foi em linha reta até o sol e suas asas derreteram. Ícaro caiu no oceano, morreu, e todos nós aprendemos uma lição valiosa: não voem perto do sol, crianças.

Essa foi a história que eu sempre soube. Não voe muito alto ou você pode se queimar.

Mas essa é só metade da história.

O que Dédalo realmente disse ao seu filho foi: “Ícaro, meu filho, eu o encarrego de manter uma altura moderada, pois se você voar muito baixo a umidade do mar vai deixar suas asas pesadas, e se voar muito alto, o calor as derreterá.

O sol nem sequer é mencionado num primeiro momento. Dédalo diz a seu filho para não voar muito baixo OU muito alto. Isso confundiu minha mente. Como Seth diz em seu livro, (e estou parafraseando aqui), este mito, que a sociedade tem enraizado em nós como um conto de advertência sobre não se destacar tanto, é também uma história sobre não se conformar com baixas expectativas e sonhos pequenos.

Isto que é fascinante sobre a história. Deixar de fora um detalhe importante, e a história tomar um significado totalmente diferente. Eu gosto dessa nova interpretação do mito de Ícaro muito mais do que a que eu achava que eu a conhecia. Eu nunca quis voar muito baixo, andar no caminho seguro. Eu não quero ter medo do sol. Além disso, o sol é muito, muito alto. Eu não acho que estou em perigo de bater nele.

Seth escreve, “O caminho que está disponível para cada um de nós não é nem estupidez imprudente, nem a complacência irracional. Não, o caminho que está disponível para nós é ser humano, para fazer arte, e para voar mais alto do que nos foi ensinado que é possível.”

O quão alto você vai voar?

Você pode gostar...

  • Fani Carolin

    Cara, chorei aqui.
    Como o Mike ainda fala que não é bom pra escrever? Além de fazer um dos melhores desenhos do mundo ele ainda filosofa.
    Simplesmente perfeito.
    Que bom que estão traduzindo o blog dele.

7 de December de 2016

Clear all