Histórias que ressoam

wsm

Traduzido por: Wilker Sthal

Como uma história pode ser capaz de te atrair, capturar sua imaginação, e te deixar querendo mais? Por que nós somos aficionados por maratonas de episódios de séries como Lost, Breaking Bad, ou Game of Thrones?

E por que algumas histórias ressoam conosco, enquanto outras nos deixam insatisfeitos, irritados, ou sem nenhum sentimento no fim das contas?

Eu comecei a pensar se existe uma frequência nas histórias, na qual uma história ressoa não somente com as nossas mentes, mas também com os nossos corpos. Do mesmo jeito que uma estação de rádio soa perfeitamente clara quando você a sintoniza, mas se você mover levemente o sintonizador para mais ou para menos, já vai ter ruído, ou uma estação completamente diferente.

Histórias são máquinas delicadas que precisam ser cuidadosamente sintonizadas para conseguir a ressonância perfeita. E se uma história ressoa em nós, tendemos a gostar dela, lembrá-la, e possivelmente aprender com ela.

E só porque uma história não ressoa em você, não faz necessariamente dela uma história ruim. É por isso que temos milhões de histórias no mundo — todas destinadas a diferentes grupos de pessoas em todas as diferentes culturas.

Um filme Sul-Americano pode não ressoar comigo, mas vai em milhões de pessoas na América do Sul. Um conto folclórico russo pode não ter o menor significado pra mim, mas terá para as pessoas que cresceram ouvindo ele. Eu só não estou sintonizado nessas estações, mas milhões de outros estão.

Eu acho que é um ponto interessante a se considerar, porque muitas pessoas dizem (eu me incluo nisso) “Essa história foi péssima” ou “eu odiei essa história.” E nós somos todos movidos pela nossa opinião. Mas ao mesmo tempo, uma história pode ser a preferida de outras pessoas. Ela ressoa com eles.

E eu acho que é por isso que retornamos para os nossos filmes e livros preferidos muitas vezes. Se uma história ressoou com a gente no passado, queremos sentir essa sensação de euforia de novo no presente.

De que outra forma explicar porquê, mesmo eu já tendo visto eles pelo menos uma dúzia de vezes, eu vou assistir Star Wars ou O Império Contra Ataca se eles passarem na TV? Depois de ver ou ler uma história pela primeira vez, você conhece o enredo e qualquer sensação de mistério ou “o que acontece depois” já se foi. Então por que continuamos voltando por mais?

Meu palpite é que o centro de prazer do nosso cérebro é ativado quando experimentamos uma história que ressoa com a gente. Histórias que ressoam conosco nos fazem sentir bem. E como humanos, nós procuramos por coisas que nos façam sentir bem.

Escrevendo isso, eu encontrei um artigo sobre um estudo de jogadores de videogame que descobriu que os centros de prazer do cérebro eram maiores em adolescentes que jogavam videogames.

Isso pode ajudar a explicar porquê nós precisamos ver aquela nova edição do nosso livro ou seriado favorito.

Quais são os livros ou filmes que ressoam com você? Para quais você retorna de novo e de novo?

Você pode gostar...

7 de December de 2016

Clear all