Geografia

Esse mapa é mostrado na abertura da série. Eles falam que o mundo é dividido em quartas nações; a Tribo da Água, Reino da Terra, Nação do Fogo e os Nômades do Ar. Com esse mapa, nós podemos ter uma noção de como tudo tem seu lugar, e até ficar de olho onde Aang está indo.

Podemos ver que a Nação do fogo é o continente vermelho do oeste; a Tribo da Água, no norte e sul, com os continentes azuis; o largo continente que marrom que parece a Europa/Ásia é o Reino da Terra; e as ilhas brancas no noroeste, sul e sudeste são territórios dos Nômades do Ar.

Base do Reino da Terra – Quartel do General Fong

Essa base fica na parte oeste do Reino da Terra.

Construída entre as montanhas na costa oeste do Reino da Terra, essa base é uma das primeiras paradas para soldados voltando da guerra. O lugar tem uma enfermaria, alojamentos, celeiros para os cavalos-avestruzes e espaço aberto para treino. Acredita-se ter câmaras no subsolo da base. O muro circular do lado de for a protege a área, enquanto as paredes finas que se expandem para dão um acesso fácil para fora de lá. O centro da base é um templo, e o quinto andar é o escritório do General Fong. Ele é um poderoso Dobrador de Terra que comanda a base, e quer usar o estado avatar de Aang como uma arma destruidora contra a Nação do Fogo com a intenção de acabar a guerra.

Pontos interessantes: Bem, é uma base legal, e suas grandes áreas são bons lugares para treino físico ou dobra de terra.

Refúgio da Vila

Essa vila está localizada ao longo da costa, em algum lugar no noroeste do Reino da Terra.

Bonita na primavera, essa vila é rodeada de árvores de flores vermelhas e beleza natural. Muitas construções e áreas de SPA foram construídas no topo do rio, e as casas fazem uma linha na margem do rio. Essa parte também está perto do oceano, e até tem uma doca. Tio Iroh e Príncipe Zuko ficaram aqui por pouco tempo depois de serem levados pelas ondas no oceano por três semanas. Considerando que Iroh e Zuko tiveram muito pouco além de roupas, é possível que eles ficaram ali de graça.
Pontos interessantes: Estamos falando do melhor lugar para relaxar! Lugar bonito, pessoas amigáveis, massagens e roupões-túnicas de graça… é um sonho.

Polo Norte

Escondida dentro do Pólo Norte, a Tribo da Água do Norte é um incrível contraste para a dizimada Tribo da Água do Sul. Obrigada à paisagem traidora e à força dos muitos guerreiros e Dobradores de Água da tribo, a Tribo de Água do Norte conseguiu sobreviver ao longo da guerra. A cidade interna foi feita com paredes grossas de gelo e suas confusas ruas de água são muito similares às da cidade italiana de Veneza. Lá parece ter uma abundância de comida, boa economia, e a cultura é rígida e não se modifica. Algumas de suas tradições incluem que mulheres não são permitidas a aprenderem dobra d’água, e elas provavelmente não são permitidas de lutar na guerra também. De qualquer forma, as mulheres da tribo que podem dobrar aguar são mandadas para Yugoda para aprender como usar seu dom para cura. Outra tradição é o colar de noivado – ao invés de um anel, um homem esculpe algo em um pingente azul que vai ser usado por sua noiva. Também tem casamentos arranjados.

Pontos interessantes: A cidade é bonita e a cultura é Interessante. Tem muitas coisas para ver e aprender, e também tem criaturas adoráveis, como a lontra-coala.

Templo de Ar do Norte

O templo de Ar do Norte está nas montanhas do Reino da Terra.

Construída numa montanha bem acima das nuvens, o Templo de Ar do Norte é praticamente um novo mundo por si mesmo. Há muito tempo foi a casa dos monges do ar, do mesmo jeito que foi do campeonato de Bisões Voadores Poling. Mas o tempo e a Guerra causaram a desaparição dos Nômades do Ar, até que outras pessoas – refugiados de uma inundação, eventualmente encontraram o templo décadas depois. Construindo em cima do que encontraram um inventor “mordenizou” o templo com canos bombeando ar quente e fez muitas invenções, incluindo planadores inspirados pelos desenhos no templo. Mas essa modernização destruiu o que sobrou historicamente da sociedade dos Nômades do Ar. Sem mencionar a total profanação de construção de armas da Nação do Fogo dentro do santuário do templo… Horrível.

Pontos interessantes: Dentro do templo tem restos de paredes cobertas com pinturas e mosaicos da história dos Nômades do Ar, do mesmo jeito que estátuas dos antigos monges de dobradores de ar. A parte de fora do templo tem fileiras de estátuas de pedra de Bisões. Também tem planadores para os aventureiros, caranguejos esquisitos, e se você não é cuidadoso, grandes explosões. Com a grande concentração de gás natural dentro da montanha, as pessoas têm que ser cuidadosas aonde elas levam fogo.

Instituto Herbalístico

O norte do Reino da Terra é uma velha cidade e um instituto herbalístico.

O que uma vez aparentou ser uma próspera cidade construída entre as montanhas, está agora destruída pelo abandono de seus moradores. Dentro de algumas construções da cidade você pode encontrar tapeçaria e cerâmica, pergaminhos e até uma coroa junto com várias outras coisas.

No topo de uma montanha próxima descansa um instituto herbalístico de elegante arquitetura e riqueza. Por 40 anos uma herbalista vive aqui, e viu os outros residentes indo embora aos poucos. Agora só ela e sua gata (Miyuki) ficaram, tendendo a ajudar soldados machucados do Reino da Terra quando eles vão para lá.

Pontos interessantes: Tudo! Civilizações abandonadas são legais de explorar. A casa “verde” da herbalista é bem legal também, e o pântano é bom para sapos congelados.

Grande Divisão

Este é o maior cânion do mundo.

Na região nordestina do Reino da Terra descansa a Grande Divisão – o maior cânion do mundo. Os “experts” no assunto dizem que o cânion foi provavelmente formado por espíritos da terra que estavam irritados com os fazendeiros dali por não oferecer um sacrifício próprio. Não tem nenhuma plantação ou água dentro do cânion, e trazer comida é perigoso porque atrai os Répteis do Cânion – criaturas gigantes parecidas com formigas que poderiam -e iriam- facilmente te engolir inteiro.

Aparentemente, é necessário atravessar esse cânion para chegar na capital Ba-Sing-Se, e leva um dia ou dois para atravessar a pé. Muitos dos caminhos que levam para dentro e for à do cânion são penhascos ou têm buracos gigantes que impedem a passagem. Por sorte, o Guia da Grande Divisão é um Dobrador de Terra, então ele pode facilmente criar passagens e pontes de pedra para aqueles com boas intenções que precisam atravessar.

Pontos interessantes: Bom, é o maior cânion do mundo.

Fogo do Avatar Roku / Ilha da Lua Crescente

Essa ilha da lua crescente provavelmente está localizada no oceano central.

Isolada no meio do oceano da Nação do Fogo, essa ilha com forma de lua crescente foi a casa do Templo de Fogo do Avatar Roku. Embora a história do templo é relativamente desconhecida até esse ponto, o Avatar Roku vivia, então o templo tem pelo menos 100-200 anos. De qualquer forma, recentemente quando Aang visitou o templo, os acontecimentos daquele dia resultaram no templo sendo destruído. E como ironia do destino, o próprio Avatar Roku destruiu o templo com a ajuda do vulcão ativo da ilha. Com os sábios do templo capturados por Zhao e levados para o continente, a ilha esta provavelmente deserta.

Pontos interessantes: Uh… nada! Com o templo de Avatar Roku destruído, a única coisa que sobrou foi o vulcão.

Cidade de Omashu

A Cidade de Omashu está localizada no sul do Reino da Terra.

Localizada em algum lugar no Reino da Terra entre as montanhas fica a Cidade de Omashu. Construída numa grande plataforma no meio de um cânion, o único jeito de entrar na cidade é voando ou usando o caminhozinho que leva a porta. Omashu é uma bonita e grande cidade com muitos cidadãos, guardas Dobradores de Terra, um correio, e mais. Um inteligente (e um pouco maluco) rei Dobrador de Terra chamado Bumi, que lidera a cidade. Como a cidade é muito grande, eles desenvolveram um sistema de entrega de suprimento para toda a cidade usando rampas e escorregas com a ajuda da dobra de terra.

Pontos interessantes: A arquitetura da cidade, escorregar pelo sistema de entregas numa caixa cargueira, o restaurante, as áreas mais altas em que você pode ver a paisagem, o palácio do Rei… Você tem muitas escolhas.

A Ilha Kyoshi

A Ilha Kyoshi está localizada em algum lugar no oceano do sul.

Em algum lugar nas ilhas do sul fica a Ilha Kyoshi, nomeada em homenagem a uma Avatar que viveu ali séculos atrás. Embora os atuais habitantes não aparentam ter habilidades de dobra, as guerreiras são muito habilidosas e suas roupas e armas são iguais a da Avatar Kyoshi. A Ilha Kyoshi esteve escondida da guerra até Aang aparecer. A ilha também tem um mercado de peixes decente. Unagi e os peixes Koi ficam perto de sua baía, e a população é bem grande para uma ilha escondida.

Pontos interessantes: A alta estátua da Avatar Kyoshi perto da entrada da vila, os Kois “surfando” na baía, e o dojo de treinamento das guerreiras de Kyoshi.

Templo de Ar do Sul

O Templo de Ar do Sul está localizado no sul, acima da Tribo da Água do Norte.

Localizada ao norte da Tribo da Água do Sul, fica o Templo de Ar do Sul, accessível apenas voando. O que um dia foi um bonito lar para bisões voadores, lêmures e muitos monges do ar, agora é apenas um templo abandonado. Esse também e o lugar que Aang viveu e treinou antes do incidente com o iceberg. É também a casa para o Monge Gyatso, o maior e melhor dobrador de ar, e o mentor de Aang.

Pontos interessantes: O Santuário do Templo de Ar, onde as estátuas dos avatares anteriores estão; e o campo de airball. É um esporte envolvendo uma bola oca, dobra de ar, e nenhum medo de alturas. Com certeza vai ter um vídeo game baseado nisso.

Polo Sul

O Pólo Sul está localizado no continente ao sul.

O continente do sul é a casa de muitos animais que gostam do frio, e restos da Tribo da Água do Sul. A Nação do Fogo em seu objetivo de dominar o mundo destruiu o que era pra ser uma magnífica cidade de gelo. Desde então, a tribo tem vivido em iglus e tendas escondidas na neve coma intenção de ficar fora da vista da Nação do Fogo. Aqui é onde Katara & Sokka viviam antes de sair para ajudar Aang.

Pontos interessantes: Usar pingüins como trenó. E… o navio abandonado da Marinha do Fogo deixado em seu primeiro ataque à tribo.